Muro das Lamentações

 

Como apresentei no estudo passado observa-se que Jesus é denotado no reino de Deus, estando Ele como afluente primo e singular deste reino.

As condições para a entrada no reino são severamente pontuadas quando esta está sendo buscada e, em vitalidade, exercida segundo as decisões tomadas por aquele que o anseia.

O reino de Deus está restrito aos do Senhor. “Então dirá o Rei aos que estiverem a Sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo” (Mt. 25:34).

Estas palavras ditas por Jesus não são simbólicas e, muito menos, utopias! São realidades do porvir. Esta passagem acima nos diz um fato que procede de uma eleição. Sim, digo de uma seleção dentre os que receberam a salvação em Cristo Jesus. Paulo, na Palavra, nos diz: “Mas que diz a Escritura? Lança fora a escrava e seu filho, pois de modo algum o filho de escrava herdará com o filho da livre” (Gl. 4:30). Como neste versículo diz que o filho da livre não herdaria junto a da escrava, assim é entre o eleito, o qual ansiou, buscou e viveu mediante a sua postura íntegra no reino, e o que apenas salvo foi, o qual não esteve cônscio da verdade do reino de Deus.

Os eleitos receberão esta herança que é o reino de Deus: “(…) possuí por herança o reino (…)” (Mt. 25:34).

Aqueles que investem no reino são os que assumiram seu papel de escolhido, como dantes fora (João 15:16), assim tornando-se sucessor de Cristo. Estes receberam a hereditariedade em Jesus quando Este, em perfeita sintonia com a vontade do Pai, padeceu e se fez iníquo em nosso lugar; ali se consumou a propagação e a verdade da existência do reino no interior dos herdeiros, e que há de se instituir.

Aleluia! Para estes que fizeram tal escolha advir glória; sim, honra, segundo o seu empreendimento do reino em si mesmo.

Agora eu lhe indago, meu amado: qual é a sua postura ante o reino de Deus pregado por Jesus? A salvação já lhe foi concedida, mas e o reino?

“Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus” (Lc. 9:62).

Jesus Cristo nos anunciou não um evangelho acabado na salvação gratuita pela graça, mas nos propôs o Seu reino a ser almejado em ávido.

Qual é a sua escolha?

 

Em Yeshua, para Sua glória,

Lucas P.

 

Anúncios